tangerina

 

me apaixono toda vez que te vejo comer uma tangerina
deitado em deleite assistindo aos teus dedos
arrancando o caule seco e perfurando a casca rugosa
descamando aquela cobertura laranja-lustrosa
explodindo o nosso quarto em perfumes cítricos
que depois custam a sair dos lençóis
fico todo inspirado a cada gominho arrancado
a maneira como extrais as pequenas fibras do bagaço
tão delicado
e um calafrio me sobe à espinha
toda vez que tu levas à boca um daqueles diamantes
e decides partir com os dentes a fruta ao meio
toda arrepiada com a acidez do suco que te escorre
pelos lábios

lá em casa sempre haverão tangerinas

-2017

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s