s.t.

Seus olhos são amarelos, esferas inteiramente amarelas com minúsculas veias vermelhas correndo por toda sua superfície, seu sangue frio, seu couro quente e escurecido, todo preto, escamas eriçadas descendo-lhe a espinha, suas patas gordas sobre o meu corpo, todo seu peso monstruoso sobre meu corpo, suas garras profanas, sua carapaça oleosa roçando contra minha pele, seu hálito arfante de enxofre velho me tonteando, longas lágrimas de fumaça verde subindo de suas narinas acesas como dois incensos, suas asas erguidas acima do corpo a perder de vista, seu tronco réptil me prendendo contra o chão, me arrastando à força, sem minha adaga, contra tal serpente fabulosa, sou presa.

-2018

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s