s.t.

ontem passou o dia chovendo
e nos muros eu lia que “a rua
chora”, chora pros lados,
pra todos os cantos,
chora das próprias calçadas,
exsuda pelas ranhuras entre
os paralelepípedo um chorume,
um pranto fétido que não acaba,
que deixa na boca um gosto de lixo,
que afoga todos em uma lamúria
infinita. ontem passou o dia chovendo
e nós aqui não estamos preparados
pra tanta tristeza.

-2018

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s