bio/contato

Gabriel Abreu nasceu no Rio de Janeiro em 1993. Formou-se em Literatura, Arte e Pensamento Contemporâneo pela PUC-Rio e pelo Programa de Formação da Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

É um dos diretores artísticos do Brecha, estrutura de criação e pesquisa contínua em artes que reúne artistas e não-artistas de diversas áreas em torno de pesquisas metodológicas, processos de criação e experiências formativas. 

Pelo Brecha, participou da criação da websérie “Língua” (2020) como produtor, diretor, roteirista e ator, e da peça-filme “Já Não Somos Doces” (2021) como produtor e ator, esta última contemplada pelo edital “Retomada Cultural”, patrocinado pelo Governo Federal em parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa através da Lei Emergencial Aldir Blanc.

Participou da Exposição “Formação e Deformação” (2018) na EAV – Parque Lage, onde expôs a obra “Prefiro Rir“. Esta deu origem a seu primeiro romance, “Triste não é ao certo a palavra”, a ser publicado pela editora Companhia das Letras em 2023.

Pesquisa as relações de intimidade a partir da perspectiva da memória, e mais recentemente os limites entre público/privado e ficção/realidade através do cruzamento de texto e imagem.

gambreu@gmail.com
@gambreu
@brechagram